BIODANZA

Faça amor e não guerra” é um slogan que contem uma profunda verdade psicológica. Como afirma Rajneesh, o homem terá “ou de cometer suicídio ou de mudar sua energia”. Para mim esta é a razão histórica que impeliu e motivou Rolando Toro a propor uma técnica de deflagração de amor que, mais do que ciência, como ele próprio afirma, é uma “poética do encontro humano”, uma proposta de recuperação do homem civilizado para a alternativa desesperada de amar. A Biodanza trabalha com o Eros indiferenciado – matéria-prima do diferenciado – que possibilita a conexão com a espécie, reensinando a linguagem esquecida do coração, propiciando a incorporação da intimidade para se saber o que fazer com a paz e devolvendo o animal à natureza humana. Entendo que o objetivo último da Biodanza de Rolando Toro visa a recuperação do gozo de existir e regredir, rebuscando a experiência fusional de homogeneidade e sincretismo original. (ROBERTO CREMA).

 

A Biodanza é um sistema criado por Rolando Toro (1924-2010), psicólogo, antropólogo, poeta, escritor e um grande visionário chileno. Tem como bases a teoria das couraças musculares de Wilhelm Reich e os trabalhos sobre arquétipos e símbolos de Carl Jung, dentre outros.

O trabalho é desenvolvido a partir da influência causada pela música no nosso organismo como um todo, provocando emoções que geram movimentos, ou seja, movimentos com intenção ou movimentos emocionados, e não gestos vazios de sentido.

O ser humano é um todo, formado por corpo e mente. O corpo é a expressão máxima do ser.

A visão holística e o princípio biocêntrico (a vida como centro de todas as ações humanas) norteiam o sistema Biodanza, partindo da premissa do potencial genético humano, catalogado por Rolando Toro como linhas de vivência que são: vitalidade, sexualidade, criatividade, afetividade e transcendência.

Os exercícios visam fortalecer a identidade, aumentar a auto estima e desenvolver a criatividade. Não há coreografia, mas estímulos à expressão pessoal a partir da dança, dentro das 5 linhas de vivência.

Criada nos anos 60 no Chile, este método já correu mundo, tendo escolas de formação de facilitadores e grupos regulares espalhados por vários países em todos os continentes, atingindo um público amplo que vem usando a música e a dança para se libertar das pressões do cotidiano da nossa civilização, como oportunidade de autoconhecimento e forma mais essencial de expressão humana.

A valorização e ampliação de suas potencialidades melhora a relação consigo mesmo, com o outro, com o coletivo, com a natureza e com os movimentos cósmicos e eternos, humanizando as pessoas, tirando-as da sua inércia, estagnação, ceticismo, conformismo, oferecendo-lhes, assim, ferramentas para melhorar sua saúde e sua percepção de mundo.

Experimente, inscreva-se… Venha conhecer esta vivência que pode ajudar a mudar sua vida.

 

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

 

 

 

Comentários

Comentários