A CONFUSÃO É UMA GRANDE OPORTUNIDADE – Osho

with Nenhum comentário

confusão4

Existem tantas terapias diferentes à disposiçao, tantas emoções dentro de nós no decorrer de um dia apenas! Isso me deixa absolutamente confuso e desnorteado. O que fazer? Como ter mais lucidez?
A confusão é uma grande oportunidade.
As pessoas que estão confusas são um grande problema – elas acham que sabem, mas não sabem. As pessoas que acreditam ter lucidez são, na verdade, um grande problema; a lucidez delas é extremamente superficial. Na realidade elas não sabem nada sobre lucidez; o que chamam de lucidez é só estupidez. Os idiotas são muito, muito lúcidos – lúcidos no sentido de que não tem inteligência para sentir confusão. Para se sentir confuso você precisa de uma grande inteligência.
Só as pessoas inteligentes se sentem confusas; o medíocre passa a vida sorrindo, dando risada, acumulando dinheiro, lutando para conseguir mais poder e fama. Quando o vê você sente um pouco de inveja; ele parece tão confiante, parece até mesmo feliz. Você só fica ali, sem saber o que fazer e o que não fazer, o que é certo e o que é errado. Mas sempre foi assim; o medíocre sempre tem certeza. Só os mais inteligentes sentem confusão e caos.
A confusão é uma grande oportunidade. Ela indica simplesmente  que, por meio da mente, não há solução. Se você está realmente confuso – como você disse “absolutamente confuso”, se está realmente confuso, você foi abençoado. Algo é possível, algo imensamente valioso; você está no limite. Se você está absolutamente confuso, isso significa que a mente falhou; agora ela não pode lhe dar mais nenhuma certeza. Você está se aproximando cada vez mais da morte da mente.

E quando a mente pára, a confusão desaparece.

Essa é uma das maiores coisas que pode acontecer a uma pessoa na vida, a maior das bênçãos – porque depois que você vê que a mente é confusão e que não existe solução por meio da mente, como você pode continuar apegada a ela? Mais cedo ou mais tarde você terá de pará-la; mesmo que não a pare, ela parará por si mesma. A confusão ficará tão grande, tão pesada, que só esse peso fará com que ela pare. E quando a mente pára, a confusão desaparece.
Não posso dizer que você passará a ter certeza, não, porque essa também é uma palavra que só se aplica à mente e ao mundo da mente. Quando existe confusão, pode haver certeza; quando a confusão desaparece, a certeza também desaparece. Você é simplesmente lúcido – nem confusão nem certeza… só uma lucidez, uma transparência. E a transparência tem beleza, a transparência é graça e delicadeza.
O momento mais belo da vida de uma pessoa é aquele em que não existe confusão nem certeza. A pessoa simplesmente existe, ela é um espelho refletindo aquilo que existe, sem nenhuma direção, indo para lugar nenhum, sem ideia de fazer algo e sem nenhum futuro… só completamente no momento presente, intensamente no momento presente.
Se não existe mente não pode haver futuro, não pode haver nenhum programa para o futuro. Este momento é tudo, tudo o que existe; este momento é toda a existência. Toda a existência começa a se convergir para este momento e ele passa a ser significativo. Ele tem profundidade, ele tem elevação, ele tem mistério e tem intensidade. Ele tem fogo, tem proximidade. Ele prende a sua atenção, se apossa de você e o transforma.
Mas eu não posso lhe dar certeza; a certeza é dada pela ideologia. A certeza nada mais é do que apaziguar a sua confusão. Você está confuso, alguém diz: “Não se preocupe”, e diz isso com muita autoridade, convence você com argumentos, com escrituras, e tenta remediar sua confusão, cobri-la com um lindo cobertor – com a Biblia, com o Alcorão, com o Gita. Você se sente bem mas é temporário, pois a confusão está fervilhando por dentro. Você não se livrou dela, ela só está sendo reprimida.

A pessoa inteligente hesita,pondera e reflete. A que não é inteligente nunca reflete e nunca hesita. Quando o sábio apenas sussurra, o tolo simplesmente alardeia aos quatro ventos.

É por isso que as pessoas se aferram às suas crenças, igrejas, doutrinas e sistemas de pensamento. Por que as pessoas investem tanto em sistemas de pensamento? Por que alguém deveria ser cristão ou hindu? Por que deveria ser comunista? Para quê? Existe uma razão, uma grande razão também. Todo mundo está confuso, por isso é preciso alguém para lhe dar certeza. A pessoa inteligente hesita,pondera e reflete. A que não é inteligente nunca reflete e nunca hesita. Quando o sábio apenas sussurra, o tolo simplesmente alardeia aos quatro ventos.
Lao Tzu dizia, “Acho que sou o único homem confuso deste mundo. Todo mundo parece ter tanta certeza, exceto eu.” Ele está certo. Ele tem tanta inteligência que não consegue ter certeza de nada.
Eu não posso lhe prometer certeza se você descartar a mente. Só posso lhe prometer uma coisa, que você ficará lúcido. Haverá uma lucidez,uma transparência e você será capaz de ver as coisas como realmente são. Você não estará nem confuso nem terá certeza de nada. A certeza e a confusão são os dois lados da mesma moeda.
A existência está simplesmente ali; não há nada a escolher. E, lembre-se, quando não há nada a escolher,você não fica dividido. Quando existem duas coisas a escolher você fica dividido. A divisão é uma faca de dois gumes; ela divide a realidade lá fora, ela divide você por dentro. Se você escolhe, você opta pela divisão, pela cisão, pela esquizofrenia. Se não escolhe, se você sabe que não existe nada de bom e nada ruim, você opta pela sanidade.
Não escolher nada é optar pela sanidade, não escolher é ser sano, pois deixa de haver divisão lá fora, então como você pode ficar dividido interiormente? O interior e o exterior caminham juntos. Você passa a ficar indivisivel, você vira um indivíduo. Nada é bom e nada é ruim. Quando isso passa a fazer parte da sua consciência, você fica subitamente coeso; todos os fragmentos desaparecem e surge uma unidade. Você fica cristalizado e centrado.

 

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

 

Comentários

Comentários

Bem vindo! Aqui falamos de amor, paz, alegria, saúde, abundância. Vamos junt@s?...