Consciência Corporal – A Viagem do Encontro – Isis de Castro.

with Nenhum comentário
viagem interior5
TEMPO DE ESCOLHA é uma proposta de terapias e vivências que tem a intenção de despertar os diversos níveis de consciência, com o objetivo de fazer você ter mais atenção consigo, aprendendo a cuidar-se.
Assim como o estilo de vida pode fazer adoecer, o poder pessoal pode também curar. Este poder está dentro de nós e é preciso reconectar.
Na medida em que assimile os exercícios e vivências, poderá praticar em casa, criando momentos necessários de cuidado e pausa, sendo seu próprio curador e terapeuta.

A VIAGEM DO ENCONTRO

(Anamaria)

Retirei as minhas máscaras,

deparei-me com sombras do meu passado adormecido.

Entrei na escuridão, vastidão da minha alma, 

sala escura do pranto dos meus antepassados.

Reneguei as minhas dores, naufraguei, quase morri.

Expulsei os meus fantasmas,

desatei os meus grilhões,

uma criança acolhi.

Desativei as minhas armas, da guerra parti em retirada,

descansei, entreguei-me e dormi…

Brinquei com os meus heróis,

sábios, santos, anjos,

asas azuis dos meus sonhos, espaço crístico,

novos elos formei,

meu coração encontrei.

(do livro: SAÚDE E PLENITUDE –

Um Caminho para o Ser – Roberto Crema)  

Às vezes me perguntam sobre consciência corporal e já respondi de mil maneiras, mas quando li este poema, que consta de um depoimento a partir de vivências, ouso dizer definitivamente que é um processo de vida inteira que inicia com o desejo de enxergar além do aparente, do que é apresentado, por isso as máscaras devem cair, para nos depararmos com o indevassável e misterioso mundo da treva, do desconhecido, do que dorme na escuridão, a carga que arrastamos pela vida de dores, frustrações e perdas, nossas fragilidades que nos deixam chei@s de insegurança, porque desconhecemos nossos limites e capacidades.

Entregam-nos um mundo pronto e cheio de regras quando chegamos ao auge da curiosidade. Não é para questionar, é para aceitar. Crianças, ensinam-nos como devemos nos “comportar” (conter em si) e não é permitido expressar nossos reais desejos e sentimentos mais básicos, em nome de uma pretensa “educação”  (“padronização”?), pois todos devem se COMPORTAR da mesma forma. E assim as crianças não devem nem dizer que sentem fome na casa do vizinho, porque “ele vai pensar que não temos comida em casa”…

E assim vamos mascarando nossas emoções, reprimindo nossos ímpetos naturais e necessidades mais vitais, tornando-nos vazios e superficiais, máscara de sorriso pregado na cara ou esgar rancoroso que vai se perpetuando, até o momento que tomamos consciência de que nossos gestos fazem cada vez menos sentido – afasto quando quero abraçar, calo-me quando quero falar, encolho-me quando quero expandir e o corpo vai se retraindo, contraindo, até acabar adoecendo, quando percebemos que algo precisa ser feito e buscamos algum tipo de ajuda.

O caminho do crescimento nunca é solitário. E constatei esta verdade. Entretanto qualquer ajuda só é eficaz quando quem faz a busca está  firme na sua decisão pessoal de mudar, pront@ a abrir o coração e a mente para o conhecimento, reconhecimento e autoconhecimento. A primeira ajuda é de si.

E então mergulhar na escuridão, espanar e espantar os medos, despedir-se deles, encontrar de novo a criança, a essência, a integridade, a dança pessoal.

Este caminho primeiro é percorrido para dentro de si, a “viagem do encontro”, um reencontro. Osho diz que corpo é fora e mente é dentro. Este movimento integra estes dois aspectos a partir do silêncio, humildade e aceitação. Perceber-se a partir de novas sensações, um respirar profundo sentindo o sangue fluindo pelos canais, percorrendo todo o corpo e levando vida até o coração, bombando, transformando o oxigênio em gás carbônico, regenerando, morrendo e vivendo a cada pulsar.

Um dia você aprendeu que o corpo humano faz tudo isso o tempo todo, mas já parou para sentir acontecer dentro de si? Já fechou os olhos e percebeu calmamente a entrada e saída do ar, da vida, do SEU Corpo Humano?

O primeiro passo para dentro de si é a pausa. Só haverá compaixão se houver pausa. É preciso parar. Às vezes, mesmo sem perceber, estamos tão acelerados que parar de repente provoca aquela sensação de reverberar feito desenho animado, ainda um ímpeto de seguir, mas já um desejo de ficar.

Lembro-me de um dia de folga no centro da cidade com minha filha Mariana, por aí seus 5 aninhos, e eu corria, corria com ela pelas ruas, até que ela insistentemente puxava minha mão, ofegante, cansada, com a linguinha de fora, quando finalmente parei e olhei seus olhinhos azuis arregalados e sua voz aflita me perguntando “Mãe, por que você está correndo?” e caí em mim, e caí na risada e parei para descansarmos e curtir aquele momento único num lanchinho memorável.

O segundo passo é respirar calma, lenta e profundamente, mesmo que doa um pouquinho no começo, uma vez que o stress prolongado pode causar praticamente um “bloqueio” no diafragma pela respiração curta e ansiosa, impedindo que o ar se expanda até a barriga, como deve ser, enchendo as costelas, sentindo-o chegar até o aparelho genital. Observe um bebê dormindo. Ou um gato. E expire suavemente, soltando o gás carbônico pelas narinas, sentindo sua passagem leve e de novo o fluxo continua.

O terceiro passo é olhar-se no espelho, seja qual for. No exemplo citado, vi-me nos olhos de minha filha. É preciso ver-se. De verdade. Sem máscaras e sem mentiras, investigando as verdadeiras sensações.

Conseguiu isto? Mantenha por alguns minutos todos os dias. em qualquer lugar, a qualquer momento, quantas vezes quiser, sempre que lembrar, e terá conquistado a consciência do movimento da respiração em seu próprio corpo, o que muda sua qualidade e, consequentemente, sua vida.

Isto que significa “recuperar” o sentido natural de cada movimento na eterna dança da vida – dançar quando quiser dançar, parar quando quiser parar. Sentir, desejar e fazer farão sentido, serão espontâneos e não influenciados pelo mundo pronto exterior, mas nutridos pela nossa intuição, sabedoria, individualidade e desejo pessoal.

Tudo isto junto é meditar, viver em estado meditativo, focando no momento presente, que é um presente.

A partir daí, toda descoberta é possível, novas percepções dos sentidos, novos despertares, novos sentimentos… Não tem fim…

Isto é consciência corporal. Apenas ser.

. PARA APROFUNDAR NO AUTO CONHECIMENTO

1. Aconselhamento terapêutico

atendimento terapeutico1

Momento de pausa para reflexão e elaboração de questões pessoais. Muitas vezes uma boa conversa com alguém estranho ao círculo habitual, é capaz de percepções e mudanças incríveis.

  •  PARA SENSIBILIZAÇÃO CORPORAL:

massagem10

1. Massagem Integrativa

Busca integrar sensações de relaxamento e prazer, trazendo alivio às tensões e maior percepção de si, desbloqueando energias estagnadas, proporcionando melhoria no estado geral. Ideal o uso profilático da prática, para evitar situações de “travamento” muscular.

2. Drenagem Linfática

Estimula a circulação através de movimentos suaves que direcionam excessos de líquidos para sua purificação natural através dos gânglios. Melhora a oxigenação do corpo proporcionando bem estar e disposição. São largamente conhecidos seus efeitos na melhoria da circulação, TPM, retenção de líquidos, pós operatório, menopausa, dentre outros.

 3. Auto Massagem

Descoberta gradual de cada parte do corpo e como tocar e massagear de maneira confortável e prazerosa para produzir estados de relaxamento, bem estar e autoconhecimento.

 4. Shantala

massagem-bebe

Massagem especialmente direcionada para bebês e crianças até 2 anos de idade, com grande efeito na harmonização das sensações. O ideal é ter acompanhamento da mãe ou outros membros da família que aprendam os toques e manobras para melhorar a integração e aceitação da criança.

 5. Massagem especializada para 3ª idade

Com a passagem do tempo, o corpo vai ficando mais sensível, a pele muito mais delicada, as articulações mais frágeis. A massagem ajuda na circulação e ativação de pontos vitais, estimulando, revitalizando, energizando e suavizando dores corporais, além de ter um efeito sutil sobre o espírito, melhorando a aceitação de si, do outro e auto estima.

 6. Técnicas de Respiração

No dia a dia tumultuado que vivemos não prestamos atenção a respiração. Respiramos mal porque vivemos em estados de angustia, ansiedade e pressa. Há muitas maneiras de respirar, buscando aprofundamento e entendimento dos diversos estados que podemos experimentar entrando em intimidade com nosso ritmo próprio. Melhorar a respiração é o primeiro passo para o autoconhecimento corporal, gerando resultados positivos no estado geral em muito pouco tempo. A prática continua das técnicas aprendidas melhora, e muito, a qualidade de vida.

  •  PARA SENSIBILIZAÇÃO DA CONSCIÊNCIA:

  1. Reiki

Atua pela imposição de mãos, harmonizando a energia, equilibrando os chacras e facilitando processos de cura, causando bem estar.

2. Consciência Corporal

Através de exercícios e vivências, buscamos o aprofundamento das percepções dos sentidos, da respiração e do próprio corpo como um todo, realizando ações que ampliam e transformam o conhecimento pessoal a partir da criação e experimentação de novos movimentos.

3. Mandalas

Desenhando e pintando mandalas elabora-se aspectos sutis do ser, criando desenhos e combinando cores, acalmando o espírito para dar acesso a “insights”, e como expressão viva de estados de espírito e emoções.

4. Meditação

A prática constante de técnicas de meditação reconhecidamente promove melhora no estado geral, proporcionando estados de consciência que permitem melhor conhecimento e aceitação de si e do outro, exercitando a presença plena.

  • PARA SENSIBILIZAÇÃO DA INTUIÇÃO:

    1. Oráculo (Baralho Wicca)

Sabedoria celta abrindo um panorama do momento presente e suas possibilidades, dando abertura ao auto conhecimento.

Baralho

 2.  Jogo da Transformação

Desenvolvido na Comunidade de Findhorn, Escócia, facilita o autoconhecimento, propiciando “insights” e  “feedbacks” para reflexão, considerando novas formas de perceber e entender os movimentos da vida.

Jogo da Transformação

3. Interpretação de sonhos

Explora o universo onírico a partir de exercícios que ajudarão a entender sua simbologia, mensagens contidas e seus significados.

  • PARA SENSIBILIZAÇÃO DAS ENERGIAS YIN/YANG

    biodanza (2)dancar3

1. Biodanza

Sistema de integração afetivo motora criado pelo psicólogo, antropólogo e poeta chileno Rolando Toro, hoje difundido mundo afora, trabalha em grupos, com vivencias integrativas e gratificantes que resgatam o potencial humano em todas as suas dimensões.

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

 

 

 

 

Comentários

Comentários

Bem vindo! Aqui falamos de amor, paz, alegria, saúde, abundância. Vamos junt@s?...