Vejo-me hoje num lamento triste

ao qual meu bom humor resiste

mas tem dia que é preciso sucumbir…

O medo impera e é forte…

Só há que confiar na própria sorte…

Sinto que o único remédio é… rir…

Embora a tristeza chegue a invadir

como enchente de águas que vai e vem,

desaguando em lágrimas por onde vêem

as injustiças do mundo sem digerir,

o semblante busca serenidade…

A aceitação desta humana fragilidade…

O matar-se por times de futebol,

em nome de “líderes” perder amizade,

apagar dentro de si seu sol…

Lamento que “gente de bem” jogue lixo nas ruas…

Lamento que crianças abandonadas e nuas

se alimentem do lixo das madames

e que isto se torne “normal”…

O que é normal, afinal?…

Lamento a violência, a espoliação,

da vida a total banalização,

do sexo nada mais que uma explosão,

dos afetos a vergonha de expor…

Precisamos despertar o amor…

O amor que não tem sexo, religião,

ideologia, fanatismo, certezas nem convicção…

O amor, a porta aberta…

A certeza que desconcerta,

a mente que desperta,

a total aceitação…

Lamento ter de lamentar

pra deixar a tristeza sair…

E adiante seguir…

https://www.facebook.com/vivapoesiatododia/

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

 

 

 

 

Comentários

Comentários