ESTA NOITE VI UM HOMEM. UM HOMEM À BEIRA DO ABISMO.

CAMINHAVA AO SEU LADO NA NOITE ESCURA.

CONHECIA-O BEM. ELE ESTAVA MAL.

TOSSIA SUA IMENSA TRISTEZA PROFUNDA

POIS SABIA QUE O TEMPO ESVAÍA

E POUCO HAVIA AINDA A FAZER.

SUAS TENTATIVAS DE RECUPERAR O TEMPO FALHARAM.

ENTÃO PERCEBEU QUE TEMPO É IRRECUPERÁVEL.

O QUE FEZ ESTAVA FEITO, BEM COMO O NÃO FEITO,

NÃO DITO, NÃO PERCEBIDO, NÃO SENTIDO…

O TEMPO É MEL. O TEMPO É CRUEL.

SE NÃO ENTENDÊ-LO ACABA VIRANDO FEL…

AH, TEMPO, QUANDO SE VÊ JÁ FOI….

E ELE CAMINHAVA PELA NOITE ESCURA

TÃO SÓ EM SUA SOLIDÃO

QUE MAL PODIA ME PERCEBER ENTÃO…

ERA COMO SE EU NÃO ESTIVESSE

ENQUANTO CAMINHAVA ENSIMESMADO,

BUSCANDO FAZER ALGO QUE QUISESSE

MAS EM MEIO À SUA DOR NÃO CONSEGUIA.

UMA HORA PAROU, QUIS AJUDÁ-LO, ME APROXIMEI.

DISSE QUE NÃO PRECISAVA, ME AFASTOU, ME AFASTEI…

SENTOU-SE À BEIRA DO PRECIPÍCIO, ME ASSUSTEI.

FUI ME APROXIMANDO MUITO LENTA, DEVAGAR,

QUERIA PODER TIRÁ-LO DAQUELE LUGAR.

O HOMEM CONTINUAVA INTOLERANTE A MIM,

MAS COMECEI A ME APROXIMAR MESMO ASSIM.

ELE ENTÃO ME CHAMOU COM A MÃO E UM ESGAR,

PEDIU FINALMENTE AJUDA E FUI ME APRESSAR…

MAIS PERTO OLHOU PARA MIM DIZENDO:

– “A TONTURA PASSOU…”

MAIS UMA VEZ SUA MÃO SE ESPALMOU E ME AFASTOU…

E DIANTE DE MIM, SEM QUE EU PUDESSE FAZER NADA,

VI SEU CORPO CAIR EM VELOZ DISPARADA

DENTRO DO FOSSO DIANTE DE SI.

GRITEI COMO LOUCA UM NÃO TÃO PROFUNDO

QUE CONTINHA EM SI TODA A DOR DO MUNDO,

TODA A DOR DO MEU PEITO…

E ALI FIQUEI, NA BEIRADA, SEM JEITO,

VENDO UM HOMEM VIRAR PÓ.

MOMENTO EM QUE ESTIVE INTEIRAMENTE SÓ.

NÃO HÁ O QUE FAZER A NÃO SER DESAPEGAR,

ACEITAR O QUE NÃO DÁ MAIS PARA AMAR.

E ENTÃO ACORDEI. SIM, ERA UM SONHO…

MAS A EMOÇÃO FOI TÃO VIVA

QUE ESTES VERSOS COMPONHO

PARA REGISTRAR ALGO QUE ME EMOCIONOU,

QUE VEIO DO MUNDO ONÍRICO,

E ME FEZ PARAR… ME TRANSFORMOU…

https://www.facebook.com/vivapoesiatododia/

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

 

 

 

Comentários

Comentários