O POMBO E O RESIGNADO – Raul Cézar Santos Pereira

with Nenhum comentário

pombos

Acordei cedo hoje e presenciei uma bela transformação, vi a luz subjugando a escuridão, e com essa vitória vem mais um amanhecer.

Caminhei pelo ar com rastros do sereno perene e senti pensamentos surgindo na mente, parei e me sentei num pedaço de concreto pichado.

Fiquei apreciando o tempo nublado, pessoas com pressa passando, pássaros em volta cantando, sim, é a vida borbulhando enquanto o tempo está a passar…

Flores perfumando o ambiente, o verde florescendo, gotas de orvalho a cair, meu coração se alegra com a cena, minha alma está a sorrir, e minha mente por certos momentos esquece todos os tormentos que estão a me rodear.

Uma outra criação se aproxima, uma espécie muito peculiar chamada pombo pelos homens e considerada uma praga nessa selva de pedra que aqui jaz, mas a sua versão branca representa a paz, sim, a pureza e beleza da santa paz, condição que parece impossível nessa terra vil, que grande contraste com o infinito céu que esse ser alcança com facilidade.

Temos muitas diferenças, mas com algumas coincidências, reconhecemos a nossa existência e lutamos pela sobrevivência nesse estatuto da lei do mais forte, então olhamos um para o outro e era como se disséssemos: BOA SORTE!…

 

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

Comentários

Comentários

Bem vindo! Aqui falamos de amor, paz, alegria, saúde, abundância. Vamos junt@s?...