paixão5

Insanamente, amei imensamente. Diante de você fui ao ápice do prazer.

Era toda uma mulher pulsante e me comprazia. Nenhuma vergonha de mim, imagina…

Gozava ser descoberta como uma menina.

Sem me intimidar com o que sentia, ia fundo, me atrevia, nossa intimidade crescendo a cada dia. Você se entregava, como a gente ria!

Fazíamos tudo juntos: a comida, o banho, o baralho, a limpeza da casa, a televisão. Havia prazer em cada ato vão, havia alegria e contemplação.

Quando me tocava olhando-me nos olhos eu me desmanchava em suas mãos.

Você era duro e macio. Gostava de pegá-lo, sentir cada veia, testar de mil formas sua pulsação. Você tinha prazer em mostrar seu tesão e, ao me penetrar, sentíamos juntos cada sensação.

Quando explodia o orgasmo conjunto, sucedendo-se outros tremores, mais unidos em aura de orgia, repletos de amores…

Aproveitamos cada momento vivido.

Hoje está longe, nem sei por onde, talvez nem o veja mais.

Somos donos de nossas escolhas e nossa natureza é como das folhas, levadas ao vento, ao sabor dos momentos…

A verdade é que com você descobri que sou um sensível e leve instrumento de cordas, de sopro e de percussão.

E que é preciso ser mestre ao tocá-lo para dele tirar o melhor rendimento e maior regalo.

O tom mais suave e em diapasão.

Não posso esquecê-lo, não quero, não vou. Ainda sinto seu cheiro e sua língua.

Mas não vou ficar solitária, à míngua, esperando sua volta ou seu amor.

Creio no tempo mágico dos encontros, no movimento único de vida, na verdade nua e crua, na dança das fases da lua, no começo, meio e fim.

Se eu de fato e direito for sua, irei até você e você virá até mim…

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Comentários

Comentários