Eu quero dar poesia

como quem dá uma flor.

Eu quero levar a criança

a se acolher com amor.

Eu quero crer na vida,

nunca perder a confiança.

Resgatar da essência sofrida

um novo mar de esperança.

Que o elo um dia perdido

se refaça em nova aliança.

Que o perdão reprimido

se espalhe pela vizinhança.

Que o amor tenha espaço…

Porque o que vale é amar

minha querida criança…

QUER SABER MAIS SOBRE ISIS DE CASTRO, ACESSE:

Isis de Castro

QUER SABER MAIS SOBRE TEMPO DE ESCOLHA, ACESSE:

Sobre

Comentários

Comentários